Cortejo de Tambores celebra o amor e a paz pelas ruas do Centro Histórico

Cortejo de Tambores celebra o amor e a paz pelas ruas do Centro Histórico

Cortejo de Tambores celebra o amor e a paz pelas ruas do Centro Histórico

Os tambores vão ecoar pelas ruas do Centro Histórico da capital paraibana em uma batida de amor e de paz neste domingo (4). Com concentração a partir das 16h no Ateliê Multicultural Elioenai Gomes, acontece mais um Cortejo de Tambores, que já chega ao 9º ano consecutivo e desta vez traz como tema central o amor. A ação pretende reunir grupos percussivos e de cultura popular e qualquer pessoa, com ou sem instrumentos, que queira participar. A saída está programada para as 19h, seguindo o percurso que desce a Ladeira da Borborema, passa pela Rua da Areia, Praça Anthenor Navarro, Casa da Pólvora e finaliza voltando ao ponto de partida.

O cortejo é um arranjo criativo do Ateliê Multicultural Elioenai Gomes e surgiu com a finalidade de celebrar a paz de oxalá no Centro Histórico. “Inspirado no branco usado pelos filhos deste orixá por representar a pureza, a paz, a união e o amor que todo ano saímos pelas ladeiras, praças e monumentos cantando, tocando e dançando para os nossos ancestrais fazendo ecoar no berço do nascimento de nossa cidade a força da nossa identidade afro parahybana”, diz o organizador do cortejo.

O evento é semelhante ao que ocorre no bloco Filhos de Ghandi, da Bahia. “O Cortejo de Tambores é uma ação afirmativa pela equidade, contra a violência e em defesa da cultura afro. Convidamos as pessoas a vestirem-se de branco, trazerem seus instrumentos e participarem do cortejo, acompanhando a batida da paz.”, afirma o artista multivisual Elioenai Gomes, idealizador do cortejo. A ideia de fazer o percurso pelo Centro Histórico é uma forma de reforçar a importância de mantê-lo vitalizado.

A primeira edição do Cortejo de Tambores aconteceu em 2010. Desde então, a ação vem se repetindo sempre no domingo que antecede o Carnaval. A ideia do encontro antes de tudo é celebrar à paz e a diversidade dos povos. “O encontro possibilitará a integração entre diversos agentes culturais e sociais, batuqueiros e demais cidadãos, proporcionando um diálogo importante em torno do fazer coletivo e o fortalecimento da identidade cultural paraibana”, reforça Elioenai Gomes.

 

Ateliê Multicultural – O Ateliê Multicultural Elioenai Gomes é um espaço apartidário que tem como proposta o coletivo no sentido de contribuir para uma melhor qualidade de vida no Centro Histórico de João Pessoa. O projeto principal é o de inclusão dos jovens e seus familiares na cadeia produtiva do turismo no centro histórico com várias ações integradas. No espaço também é desenvolvido um trabalho de pesquisa com material reciclável na criação de objetos de arte, e disso resulta o “baile de máscaras da ladeira”, entre outros arranjos criativos. O ateliê é composto de uma galeria, 5 salas de oficinas, e espaço para eventos medindo 15 x 26m.

 

Serviço

IX Cortejo de Tambores – celebrando a paz e a diversidade dos povos

Data: 04/02 (domingo)

Concentração: 16h, no Ateliê Multicultural Elioenai Gomes. Ladeira da Borborema, 101, Varadouro

Saída: 19h, no Ateliê Multicultural Elioenai Gomes

Percurso: desce a Ladeira da Borborema, passa pela Rua da Areia, Praça Anthenor Navarro, Casa da Pólvora e finaliza voltando Ateliê Multicultural

Acesso: Gratuito

Como participar: leve seu instrumento de percussão e vista-se de branco

imprensa